Informações aos Investidores > Glossário

Glossário

Arrendamento: Arrendamento é um tipo de contrato pelo qual uma das partes concede à outra o gozo temporário de um bem, mediante retribuição.

Bitola: É o termo usado em ferrovias para descrever a distância entre os trilhos, ou entre rodas nos eixos dos trens.

Block Rates: Mecanismo de proteção, acordado com clientes, que prevê o pagamento de um volume mínimo transportado, independentemente de o transporte ter ocorrido, e uma redução no valor da tarifa para os casos em que o volume transportado supere o volume contratado.

CAPEX: Capital Expenditures. Gastos com ativos de uma empresa.

Carga Geral: Carga transportada pela MRS que abrange produtos siderúrgicos, produtos agrícolas (açúcar, soja, farelo de soja e milho) e cimento, bauxita, contêineres, entre outros.

CBTC: Communication Based Train Control (Controle de Trens Baseado em Comunicação). É um sistema de controle e monitoramento do movimento dos trens através de rede dedicada de comunicação interligada com a sinalização no campo.

Concessão: Autorização do direito de exploração de determinado serviço, conferido pelo Governo ao cidadão ou empresa. A concessão da MRS Logística foi adquirida em novembro de 1996 após a privatização da Rede Ferroviária Federal S/A. A MRS celebrou com a União Federal o Contrato de Concessão, pelo qual foi concedido à MRS o direito de exploração do transporte ferroviário de cargas na Malha Sudeste, pelo prazo de 30 anos, renovável por mais 30 anos.

Covenant: Trata-se de uma restrição legal imposta nos contratos de emissão de títulos ou financiamento.

Dívida Bruta: É o somatório dos empréstimos, financiamentos bancários e debêntures emitidas ainda válidas.

Dívida Líquida / EBITDA: Esse índice é uma medida da alavancagem financeira da companhia. Ele é uma aproximação do número de anos de geração de caixa requeridos para pagar todas as dívidas da companhia

Dívida Líquida:É a Dívida Bruta deduzida das disponibilidades da empresa, ou seja, a soma dos instrumentos que podem ser considerados como papel moeda.

Dormente:Peça de madeira, concreto, plástico, ou ferro, onde os trilhos são apoiados e fixados e que transmitem ao lastro parte dos esforços e vibrações produzidos pelos trens.

Double Stack: São vagões que carregam dois contêineres de 40 pés empilhados.

EBITDA:Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization (Lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização do diferido).

Fluxo: Movimento de trens dentro da malha ferroviária.

Gatilho: Mecanismo de proteção, acordado com clientes, que prevê o repasse do aumento do combustível.

Heavy Haul: Carga em quantidade mais significativa (em maior quantidade) transportada pela MRS que abrange minério de ferro, carvão e coque.

Lastro:Parte da superestrutura ferroviária, que distribui uniformemente na plataforma os esforços da via férrea transmitidos através das dormentes, impedindo o deslocamento dos mesmos, oferecendo suficiente elasticidade à via, reduzindo impactos e garantindo lhe eficiente drenagem e aeração.

Malha: Conjunto de redes de ferrovias que compõem determinada região.

Margem EBITDA: EBITDA dividido pela receita líquida.

OPEX: Operational Expenditures. Custos operacionais de uma empresa.

Pátio: Área de esplanada em que um conjunto de vias é preparado para formação de trens, manobras e estacionamento de veículos ferroviários.

RFFSA: Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima. Extinta empresa estatal brasileira de transporte ferroviário.

Take Or Pay: Mecanismo de proteção, acordado com clientes, que prevê o pagamento de um volume mínimo transportado, independentemente de o transporte ter ocorrido.

Terminal: Conjunto de equipamentos e edifícios situados nas pontas das linhas de uma estrada de ferro (inicio ou término da linha) ou mesmo em pontos intermediários, ocupados para o reagrupamento de cargas e também para a formação e despacho de trens.

TKB: Tonelada por quilômetro bruto que equivale ao peso da carga somado ao peso total dos trens, incluindo locomotivas e vagões, multiplicados pela distância transportada.

TKU: Tonelada por quilômetro útil que equivale a somente o peso da carga multiplicado pela distância transportada.

Transit Time: Tempo de transporte.

TU: Tonelada útil, somente o peso da carga.

Via Permanente: Abrange toda a linha férrea, os edifícios, as linhas telegráficas, etc.

Virador: Equipamento utilizado para a operação de descarga de vagões carregados de minério de ferro. São equipamentos de grande porte e forma tubular podendo acondicionar simultaneamente de um a três vagões carregados.

Clique aqui e pergunte ao RI caso tenha dúvida com relação a algum termo que não conste no glossário.