Serviços aos Investidores > Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

Quais são os códigos de negociação das ações da MRS?

Mercado de Balcão - B³
. MRSA3B - Ações Ordinárias
. MRSA5B - Ações Preferenciais Classe A
. MRSA6B - Ações Preferenciais Classe B

Quais são os direitos concedidos aos detentores de ações da MRS?

Cada ação ordinária dá direito a 1 (um) voto nas deliberações da Assembleia Geral. As ações preferenciais classe A e classe B terão direito a dividendos 10% (dez por cento) maiores do que os atribuídos às ações ordinárias, não têm direito de voto e gozarão de prioridade no recebimento do capital, sem prêmio, quando da liquidação da Companhia. As ações preferenciais classe B são, por iniciativa do acionista que as detiver, conversíveis em (i) ações ordinárias na proporção de uma para cada ação ordinária; e/ou em (ii) ações preferenciais classe A na proporção de uma para cada ação preferencial classe A. Tal conversão poderá ser realizada a qualquer tempo, observado o prazo de comunicação prévia de 15 (quinze) dias, endereçada ao Presidente do Conselho de Administração. Embora sem direito de voto, as ações preferenciais classe B terão o direito de eleger, em votação em separado, um membro do Conselho de Administração, sendo certo que tal direito somente subsistirá enquanto as mesmas representarem um mínimo de 25% (vinte e cinco por cento) da sua totalidade.

Qual é a instituição depositária da MRS?

Escriturador (Departamento de Acionistas)
Instituição: Banco Bradesco S.A.
Endereço: Cidade de Deus. Predio Amarelo - 2º Andar
CEP: 6029900 Cidade: Osasco UF: SP
Telefone: (11) 3684 9441 - Fax: (11) 3684 2811
E-mail: 4010.acoes@bradesco.com.br

Qual o capital social da MRS e o número de ações existentes?

O capital social da MRS é de R$1.917.305.401,10 (hum bilhão, novecentos e dezessete milhões, trezentos e cinco mil, quatrocentos e um reais e dez centavos), divididos em 340.000.000 (trezentos e quarenta milhões) de ações, conforme tabela abaixo:

Tipo de Ação Quantidade de Ações (Unid)
Ações Ordinárias - ON 188.332.687
Ações Preferenciais "A" - PNA 82.076.174
Ações Preferenciais "B" - PNB 69.591.139
TOTAL 340.000.000

Qual a composição acionária da MRS?

Clique aqui para visualizar nossa composição.

Como se dá a distribuição de dividendos da MRS?

O artigo 26 do nosso estatuto social determina que:

Do lucro líquido do exercício, destinar-se-ão:

  1. 5% (cinco por cento) para a constituição da reserva legal, até o máximo previsto em lei, reserva essa que poderá ser posteriormente capitalizada ou compensada com prejuízos;
  2. um montante proposto pelo Conselho de Administração para pagamento de dividendos a todas as espécies e classes de ações, com observância do disposto nos parágrafos 2º e 3º do artigo 5º e no parágrafo único deste artigo;
  3. o saldo remanescente a atender à destinação que lhe for dada pela Assembleia Geral, mediante proposta do Conselho de Administração.

Parágrafo Único - A distribuição de dividendos não será inferior a 25% (vinte e cinco por cento) do lucro líquido, ajustado nos termos do artigo 202 da Lei nº 6.404/76.

Quanto a MRS pagou de dividendos nos últimos anos?

Clique aqui para acessar a série histórica de pagamentos de dividendos.

Como faço para falar com a área de Relações com Investidores?

Clique aqui para entrar em contato com o RI da MRS.

Como faço para receber as informações financeiras da companhia?

Clique aqui e cadastre-se no mailing para receber informações e notícias da área de RI.

Com qual periodicidade são divulgados os resultados da MRS?

Nossos resultados são divulgados trimestralmente. Cadastra-se no mailing e fique sempre atualizado sobre a divulgação de resultados e demais notícias e informações.

Como ocorreu o processo de concessão da malha ferroviária onde opera a MRS?

A MRS Logística S.A. foi constituída em 30 de agosto de 1996 para concorrer à privatização da Malha Sudeste da Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), tendo adquirido o direito de operar a malha no leilão realizado em 20 de setembro daquele ano - Edital nº PND/A-05/96/RFFSA, de 11 de julho de 1996. O único participante do leilão foi o Consórcio MRS Logística, liderado pelos principais clientes da Malha Sudeste da RFFSA, que se tornaram os principais acionistas da MRS.

Como resultado dessa privatização, em 28 de novembro de 1996 a MRS celebrou com a União Federal o Contrato de Concessão, pelo qual foi concedido à MRS o direito de exploração do transporte ferroviário de cargas na Malha Sudeste, pelo prazo de 30 anos, renovável por mais 30 anos. A MRS celebrou com a RFFSA, também pelo prazo de 30 anos (renovável por igual período caso o Contrato de Concessão venha a ser renovado), o Contrato de Arrendamento, pelo qual foram arrendados à MRS os bens operacionais vinculados à prestação do serviço objeto da concessão.

Desde então, a MRS vem colecionando recordes anuais de produção, aumentando significativamente o transporte de carga em sua área de atuação.

Clique aqui para acessar os contratos de concessão e de arrendamento.